De todas as alergias que um ser humano possa ter, a de orgasmo é, sem dúvida, a pior delas. Concorda? E, de fato, ela existe. Ao menos 50 sujeitos azarados possuem. Será que você é, infelizmente, mais um deles?

Orgasmo é a melhor coisa do mundo – todo mundo sabe. É a pequena morte. Um fenômeno tão intenso e potente que apaga qualquer dia horrível, briga ou notícia infeliz. Até mesmo uma transa ruim pode ser amenizada depois de gozar. Porém, uma pequena parcela de homens no mundo foge de orgasmo como alguns amigos fogem de camarão, amendoim e leite. A explicação é, basicamente, a mesma: alergia. É mole?

Batizada de Post-Orgasmic Illness Syndrome (Síndrome da debilidade pós-orgasmo, em tradução livre) a POIS é um sintoma raro e crônico que surge logo após a ejaculação e pode durar segundos, minutos e horas. Foi revelada em 2002 pelo neurocientista holandês Marcel W. Waldinger e revista em estudo pelo Departamento de Urologia da Escola Médica da Universidade Tulane (EUA). Descrita, à época, como uma condição muito semelhante a uma gripe, essa reação alérgica causa fadiga extrema, coceira nos olhos, nariz congestionado, febre, irritação na garganta, dores de cabeça e déficit de atenção, dores musculares, entre outros sintomas alérgicos. As complicações surgem após o orgasmo, seja na masturbação, seja no sexo, e são sentidas no período entre 2 e 7 dias.

Em entrevista a Men’s Health, um sujeito apelidado de Dean revelou que a sensação é semelhante a ser atingido por caminhão após o orgasmo. Ele é portador da síndrome.

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS TODA QUARTA-FEIRA. NÃO SE PREOCUPE, ODIAMOS SPAM!

/ As causas da alergia ao orgasmo

Os especialistas ainda não sabem dizer, ao certo, porquê alguns homens são alérgicos ao próprio orgasmo, mas existem hipóteses. Uma delas, publicada no periódico The Journal of Sexual Medicine, propõe que a POIS seja fruto de uma doença autoimune resultante do sêmen. Já uma outra apresentada no mesmo veículo supõe que um desequilíbrio químico no cérebro seja o responsável pela síndrome que acomete essa (até então pequena) parcela do sexo masculino.

A síndrome também causa uma abstinência forçada e pode estar relacionada a depressão. Infelizmente, não existe nenhum tratamento conhecido para a POIS. Triste!